sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Antigas igrejas de madeira unem Eslováquia e Ucrânia

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)



‘São mais de 40 os locais de culto construídos totalmente com madeira entre os séculos XVIII e XIX na Eslováquia. Um projeto além-fronteiras visa a restauração e a valorização das obras.

Importância histórica e arquitetônica, mas ‘não devemos esquecer a verdadeira razão por qual foram construídos : louvar a Deus e iluminar a fé viva da população local’, explicam os promotores do projeto.

A maior parte das igrejas é de rito oriental, conservadas com amor e respeito nas várias regiões da Eslováquia. O projeto de cada construção é único e original. O que elas têm em comum e as tornam preciosas é a forma como foram construídas : todo o material utilizado para a construção é de madeira, incluídos os pregos.

Oito destas igrejas, situadas aos pés do lado eslovaco dos Montes Cárpatos, foram inscritas na lista do Patrimônio Mundial da Unesco. Outras quatro - construídas em pequenos vilarejos de Tročany, Fricka, Prikra e Vysny Komarnik - foram recentemente reconstruídas no âmbito da colaboração além-fronteiras entre a Eslováquia e a Ucrânia. O projeto ‘Tutela e preservação do patrimônio comum’ envolve 11 organizações no processo de restauração.


Obras do homem e obras de Deus

Podemos olhar estas igrejas de um ponto de vista histórico ou arquitetônico e admirá-las, mas não devemos esquecer a verdadeira razão pela qual foram construídas : louvar a Deus e iluminar a fé viva da população local. Muitas igrejas de madeira são usadas ainda hoje como local de culto’ explicam os promotores do projeto da Arquidiocese Greco-católica de Presov.

Uma das igrejas recentemente restauradas, a de São Lucas, em Tročany, foi construída em 1739. O Arcebispo greco-católico de Presov, Jan Babjak, a consagrou pessoalmente depois da recente restauração, focalizando a sua homilia na fé em Deus e na sua generosidade, ‘que demonstra também sob a forma de uma bênção pelas pessoas que criam as grandes obras arquitetônicas, assim como por aqueles que se reúnem no seu interior para rezar’.


Miséria humana, confiança em Deus

Todas as igrejas de madeira têm o seu interior subdividido em três seções fundamentais : pórtico, nave e santuário.

Um típico elemento fundamental da construção é a iconostasis, que por um lado divide a nave e o santuário e por outro, une simbolicamente dois mundos : a terra e o céu.

Na realidade trata-se de uma ‘parede’ construída por diversas filas de ícones, visualizadas segundo o exato cânone litúrgico’, explica o museólogo Mikulas Jacecko.

Segundo o site oficial da ONG Petra, instituída pela Igreja Greco-católica em Presov (www.drevenechramy.sk), as igrejas de madeira ‘refletem perfeitamente a fragilidade e a miséria do homem, mas por outro lado refletem também a confiança inabalável e inquebrantável em Deus, que é muitas vezes a nossa única e última esperança na vida’.


‘Uma bela herança de nossos pais’

Como explicam os historiadores, as pessoas que viviam próximo da fronteira eslovaca-ucraniana, há duzentos ou trezentos anos eram muito pobres. Mesmo assim, desejavam louvar o Senhor quanto mais pudessem. A madeira era o único material disponível de baixo custo para a construção, e a população local não poderia ter imaginado na época, que aquilo que parecia ser ‘defeito’, se transformaria em uma característica única e preciosa de nosso tempo.

Estes ‘momentos históricos e culturais merecem a nossa proteção e o nosso cuidado, para que possamos entregá-los como um dom e uma bela herança dos nossos pais às próximas gerações’, considera Mikulas Jacecko.

Contemporaneamente à restauração das igrejas em madeira original, outro projeto está em andamento há diversos anos : a criação de um museu a céu aberto das miniaturas em escala 1:10 de todas as igrejas em madeira construídas na Eslováquia. Está situado em Lutina e o progresso dos trabalhos pode ser acompanhado no site www.miniskanzen.sk.’


Fonte :

Nenhum comentário: