quinta-feira, 30 de julho de 2015

Ortodoxos recordam São Vladimir, artífice da conversão da Rússia

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)

  

‘Nos dias em que se celebra a memória do ‘Batista da santa Rússia, que lançou as bases para a unidade espiritual do povo russo e ucraniano, e nos ensinou o amor cristão e o perdão, peço com o coração dolorido, em nome da Igreja Ortodoxa Russa, que se realizem todos os esforços para cessar o derramamento de sangue’. Com este apelo dirigido aos Presidentes da Federação Russa, Vladimir Putin, e da Ucrânia, Petro Poroshenko, o Patriarca de Moscou e de todas as Rússia, Kirill, conclui a mensagem por ocasião da celebração dos mil anos da morte de São Vladimir I de Kiev, evento que coincide este ano com a celebração dos 1027 anos da conversão ao cristianismo da Rússia, em 28 de julho de 988, que teve como artífice o próprio príncipe.


Crianças e idosos, os mais vulneráveis

Ao falar da população civil que vive na zona dos conflitos armados na Ucrânia, Kirill recorda que ‘são particularmente vulneráveis os anciãos, as crianças, as pessoas com deficiência. Nem todos têm a força e a possibilidade de deixar suas casas. Nem todos, infelizmente, conseguem sobreviver nestas terríveis condições. Alguns são mortos pelos bombardeios, outros morrem de fome e de doença, ou por falta de remédios’.


Igreja clama pela paz e unidade

O Primaz da Igreja Ortodoxa Russa sublinha que ‘a Igreja oferece toda a assistência possível às vítimas de ambas as partes’ e que ‘em todas as igrejas, durante cada serviço litúrgico, elevam-se a Deus fervorosas orações pelo retorno da paz’.

Também o Metropolita de Kiev e de toda a Ucrânia, Onufry, e toda a Igreja Ortodoxa Ucraniana por ele guiada, realizam todo o esforço pela reconciliação e a retomada da unidade entre a população. Os atuais acontecimentos – concluiu o Patriarca – mostram a necessidade de reforçar a unidade e o apoio recíproco dos povos eslavos.


Príncipe Vladimir e a conversão da Rússia

No âmbito das comemorações pelo Príncipe Vladimir, o Presidente Putin, durante uma festa realizada no Kremlin, elogiou a sua figura e importância : ‘É difícil subestimar o seu papel na história do país; o batismo da Rússia foi uma reviravolta chave na história da nação e da cultura, fundada no princípio do amor à pátria’, afirmou.

Também o Patriarca Kirill, na homilia pronunciada na Catedral de Cristo salvador, enalteceu a memória de São Vladimir e recordou a sua herança, consistente na necessidade de ‘salvar a humanidade da idolatria, do egoísmo e do consumismos de nossos tempos’.


Estátua de bronze

Para comemorar os mil anos da morte do artífice da conversão ao cristianismo da Rússia, a Prefeitura de Moscou mandou construir uma grande estátua de bronze do Príncipe Vladimir, com quase 25 metros de altura. O local onde será instalada ainda não foi definido.


São Vladimir celebrado na Ucrânia e exterior

A recorrência foi celebrada também na Ucrânia e em todo o mundo ortodoxo no exterior. O metropolita de Kiev, Onufry, celebrou a Divina Liturgia no Mosteiro das Grutas de Kiev, após uma longa procissão ter atravessado as ruas adjacentes e da qual tomaram parte milhares de fieis. O Presidente do país, Poroshenko, além de outras autoridades ucranianas, participaram, por sua vez, da celebração na Catedral de São Vladimir, presidida pelo Patriarca de Kiev, Filarete.’


Fonte :
* Artigo na íntegra de http://www.news.va/pt/news/ortodoxos-recordam-sao-vladimir-artifice-da-conver


Nenhum comentário: