segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Irmã de Santa Teresinha poderá ser beatificada

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)


‘Deus escreve certo em linhas tortas. Este ditado popular é confirmado pela história de Leônia Martin, a irmã ‘difícil’ de Santa Teresa de Lisieux, que inicia seu caminho em direção dos altares. O Bispo de Bayeux-Lisieux (França), Dom Jean-Claude Boulanger, anunciou dias atrás a sua intenção de iniciar a causa de beatificação e canonização de Leônia.


Terceira filha

Leônia era a terceira filha dos beatos Louis e Zelia Martin, o casal beatificado em 19 de outubro de 2008 por Bento XVI. Além disso, era irmã de Santa Teresinha do Menino Jesus, uma das santas mais queridas pelo Papa Francisco, Doutora da Igreja Universal, e padroeira das missões. Religiosa da Ordem da Visitação, Leônia foi uma menina frágil, insegura, e introvertida, que deu muita dor de cabeça aos seus pais e que também lutou para viver a sua vocação à vida religiosa.

Em declarações ao Grupo ACI, o carmelita descalço Padre Antonio Sangalli, postulador da causa, explicou que Leônia ‘embora tenha sido expulsa até três vezes do convento, alcançou o seu objetivo de ser religiosa. Isso demonstra que com perseverança é possível alcançar a vontade de Deus’. ‘As dificuldades de Leônia eram devidas principalmente à rigidez da regra de sua ordem, muito difícil de seguir naqueles tempos, porém, isso não sepultou o único talento recebido, mas empregado de modo frutífero, realizando plenamente a sua vocação’, assinalou.

Atualmente a causa se encontra em seu processo histórico – o recolhimento de todos os textos relacionados com a sua vida –, e antes de iniciar oficialmente, o Bispo de Bayeus-Lisieux deve receber o ‘nihil obstat’, a aprovação oficial da Igreja Católica do ponto de vista moral e doutrinal que outorga a Congregação para as Causas dos Santos.


Certo da santidade

Leônia adolescente
O trem partiu e está caminhando… para Roma’, afirmou o Padre Sangalli. O postulador está certo de que Leônia goza já de grande fama de santidade, e recorda que o seu túmulo, na cripta do Mosteiro da Visitação em Caen, França, está sempre cheio de fiéis de todo o mundo que chegam para venerá-la. ‘Vêm para rezar. Pedem-lhe favores, e encontram nela ajuda espiritual. Sua fé se vê reforçada pelo exemplo desta humilde religiosa visitandina e, além disso, recebemos muitas cartas de pessoas que asseguram ter recebido graças’.

Leônia, de nome religioso Irmã Francisca Teresa, sofreu problemas físicos na infância. ‘Não tinha as qualidades humanas de suas outras irmãs, mas soube abandonar-se em Deus, que chama a todos independentemente de nossas qualidades, ninguém fica excluído no chamado à santidade’. A terceira filha de Louis e Zelia também teve uma relação muito próxima com Santa Teresinha, com quem se comunicava com frequência através de cartas. Depois da morte da doutora da Igreja, Leônia decidiu tentar entrar de novo ao mosteiro, seguindo a ‘pequena via’ traçada por Santa Teresinha, com confiança e abandono em Deus.


O fim da vida

O Padre Sangalli disse também que Leônia conseguiu entrar definitivamente no mosteiro, o que ‘demonstra que a doutrina de Teresinha não serve somente para os carmelitas, mas para todos… com a pequena via, Leônia se tornou mais visitandina, permanecendo sempre na espiritualidade de São Francisco de Sales e Santa Francesca de Chantal, os fundadores da Ordem da Visitação’. Leônia morreu em 17 de junho de 1941 com 78 anos de idade no mosteiro onde vivia. Atualmente, seu sepulcro se converteu em um refúgio para os pais preocupados com a educação dos filhos que encontram nela um exemplo e um apoio.

    
Fonte :
* Artigo na íntegra de
http ://www.news.va/pt/news/irma-de-santa-teresinha-podera-se-beatificada

Nenhum comentário: