sexta-feira, 24 de abril de 2015

Jamaal, o muçulmano que morreu como cristão para não abandonar um amigo

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)
  
 
‘Havia também um muçulmano, juntamente com 28 cristãos etíopes mortos na Líbia pelo Estado islâmico e mostrados no último vídeo horrendo divulgado domingo passado pelos jihadistas. O seu nome era Jamaal Rahman, assassinado por se recusar a abandonar o amigo cristão com quem ele estava fazendo uma viagem para a costa da Líbia, com a intenção de chegar à Europa.

A notícia vem diretamente da Etiópia e foi publicada ontem na Itália no site do PIME MissiOnline. Nestes dias, Addis Abeba está trabalhando para dar uma identidade às vítimas mostradas no vídeo. Durantes as investigações apareceu que alguns dos cristãos mortos era, na verdade, de nacionalidade eritreia. A verdadeira surpresa foi a descoberta dentro do grupo do jovem muçulmano, cuja presença foi confirmada por uma fonte ligada aos Shabaab, os fundamentalistas islâmicos que lutam na Somália.

Um jornal online do Somaliland explicou que o homem teria sido ‘convertido’ durante a viagem, enquanto que outra fonte jihadista afirma que Jamaal, em um gesto ‘louco’, teria se oferecido voluntariamente como refém para não deixar sozinho nas mãos da milícia do Estado Islâmico um companheiro de viagem cristão. Talvez esperasse que sua presença iria mudar o destino dos outros reféns.

Depois de confirmada a notícia deste corajoso muçulmano surgiu uma forte onda nas redes sociais, onde muitos muçulmanos etíopes compartilharam a foto que o mostra, identificando-o como a verdadeira face do Islã, por contraste à loucura do Estado Islâmico.


Fonte :
* Artigo na íntegra de http://www.zenit.org/pt/articles/jamaal-o-muculmano-que-morreu-como-cristao-para-nao-abandonar-um-amigo


Nenhum comentário: