quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Apostolado do Mar : Cardeal Vegliò pede solidariedade aos marítimos reféns de piratas

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)




Não podemos ignorar a situação penosa em que muitos pescadores e suas famílias estão vivendo.’ E um pensamento espiritual dirige-se aos marítimos, ainda reféns dos piratas, e aos familiares deles à espera’.

No signo da solidariedade, o presidente do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes, Cardeal Antonio Maria Vegliò, colocou esses dois pensamentos no centro de seu pronunciamento com o qual abriu na manhã desta segunda-feira, em Roma, o Encontro anual dos Coordenadores Regionais do Apostolado do Mar, que prosseguirá até a próxima sexta-feira, dia 24.

Em seu pronunciamento, o purpurado definiu urgente’ a adoção de medidas mais significativas para desenvolver abordagens antigas e novas ao cuidado pastoral voltado para o mundo dos pescadores’, pedindo aos capelães e voluntários que continuem estando ao lado dos que vivem o drama dos sequestros no mar e que mostrem aos familiares destes o rosto amoroso da Igreja’.

O Cardeal Vegliò evocou – à distância de um ano do Congresso do Apóstolo do Mar, realizado no Vaticano – as palavras de João Paulo II na Carta Apostólica Stella Maris – promover um espírito ecumênico no mundo marítimo (...) para encorajar e promover a cooperação e a coordenação recíproca dos projetos entre as Conferências Episcopais e os Ordinariatos locais’ – calando-as no cenário atual.

O cenário de um setor que – observou – está rapidamente se transformando com a abertura de novas rotas marítimas e a fusão das empresas voltadas para maximizar a eficiência e o lucro’.

Para fazer frente a isso, o presidente do dicastério vaticano convidou a reforçar a solidariedade entre as nações’ empenhadas nesta específica atividade pastoral na partilha de recursos’ e no desenvolvimento de competências nos vários setores da indústria marítima, em particular, da pesca.

Com um diálogo paciente – afirmou ainda – se deverá criar nas Igrejas nacionais e diocesanas a consciência e a atenção a esse ministério muito específico, de modo que o apostolado do mundo marítimo seja considerado parte da solicitude pastoral ordinária das Igrejas’.

Do ponto de vista organizativo, relativo ao Apostolado do Mar, o dicastério dos Migrantes subdividiu o mundo em nove regiões e confiou a um coordenador o cuidado pastoral de cada região.

As nove regiões do mundo são: América do Norte e Caribe, América Latina, África Oceano Índico, África Ocidental, Europa, Ásia do Sul, Ásia Oriental e do Sul, Estados Árabes do Golfo, e Djibuti. (RL)’ 


Fonte :
* Artigo na íntegra de http://www.news.va/pt/news/apostolado-do-mar-cardeal-veglio-pede-solidariedad


Nenhum comentário: