domingo, 14 de junho de 2015

Somente o homem foi criado 'à imagem e semelhança de Deus'?

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)

 *Artigo de Padre Anderson Alves,
 sacerdote da diocese de Petrópolis.
Doutor em filosofia na Pontifícia Universidade da Santa Cruz em Roma e professor na Universidade Católica de Petrópolis

‘Dissemos anteriormente (cfr. aqui) que a noção de ‘semelhança’ é mais fundamental do que a de ‘imagem’. Perguntamo-nos agora se todos os seres foram criados à imagem e semelhança de Deus ou apenas o homem.

Segundo Santo Tomás para algo possuir a ‘imagem’ de Deus não basta ter qualquer ‘semelhança’ com Ele, mas de algo que seja específico daquela coisa e de Deus mesmo. O que é específico de Deus e de outros seres feitos à sua imagem é a natureza intelectual. De modo que os homens e também os anjos foram criados ‘à imagem e semelhança de Deus’. As outras criaturas são semelhantes a Deus enquanto existem; outros seres são mais semelhantes, porque além de existir vivem : esses são os animais. Finalmente, estão as criaturas que existem, vivem e também sabem ou entendem. Essas são os homens e os anjos. Somente as últimas foram feitas à imagem de Deus.

Enquanto possuem uma natureza intelectual superior aos homens, os anjos são mais imagens de Deus do que os homens. Porém, segundo algumas características secundárias, o homem é mais imagem de Deus do que os anjos. De fato, o homem reflete algo que os anjos não podem : pois os homens procedem de outros homens, assim como Deus Filho procede de Deus Pai; e a alma humana está presente em todo o corpo, assim como Deus está presente em todo o mundo. Os anjos, por sua vez, não se reproduzem, uma vez que foram criados por Deus diretamente. Um anjo não procede de outro anjo, assim como Jesus procede do Pai e como um homem procede de outro. Uma parte dos anjos se perverteu : esses são os anjos maus, também chamados de demônios. Eles não podem jamais se converter, nem se reproduzir. Isso explica o terrível ódio e inveja deles pelas famílias, as quais são imagem do Deus Uno e Trino.

Segundo esses aspectos secundários (reprodução e onipresença da alma no corpo como Deus é onipresente no mundo), juntamente com o aspecto essencial do homem, ou seja, a racionalidade, a ‘imagem’ se dá mais perfeitamente no homem do que nos anjos. Sem a racionalidade, de fato, os ditos elementos secundários não seriam motivo para o homem ser considerado feito ‘à imagem e semelhança de Deus’, pois também os animais se reproduzem e possuem almas sensitivas presentes em todas as partes do seu corpo.

Portanto, não só os homens foram criados ‘à imagem e semelhança de Deus’, mas também os anjos, criaturas intelectuais puras. As criaturas irracionais possuem semelhanças com Deus, mas não foram feitas à sua imagem. Os anjos representam a Deus mais do que os homens enquanto têm uma natureza intelectual mais perfeita, e os homens representam mais perfeitamente a Deus do que os anjos por poderem gerar famílias e terem uma alma presente em todas as partes do seu corpo. A afirmação de que o homem foi feito ‘à imagem e semelhança de Deus’ significa assim que o homem resume o que há de mais perfeito na criação : a natureza espiritual (comum aos anjos) e a natureza material. O homem é a síntese da criação, um ‘microcosmos’ e essa é a fonte de sua altíssima dignidade.’


Fonte :
* Artigo na íntegra de http://www.zenit.org/pt/articles/somente-o-homem-foi-criado-a-imagem-e-semelhanca-de-deus

Nenhum comentário: