sexta-feira, 1 de maio de 2015

Bartolomeu I : Luta global contra o fundamentalismo

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)


‘‘O desaparecimento dos cristãos do Oriente Médio é uma tragédia humana. É uma questão histórica e de civilização ao mesmo tempo. A ameaça de seu desaparecimento é global e romperia as raízes espirituais necessárias para a inspiração de uma época atravessada por profundas mudanças.’

É o que afirma o Patriarca Ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I, na carta enviada aos participantes do encontro internacional ‘Cristãos no Oriente Médio : qual futuro?’ em andamento na cidade italiana de Bari, promovido pela Comunidade Romana de Santo Egídio.

No texto, lido na vigília pela paz realizada na Basílica de São Nicolau, o patriarca recordou que ‘os cristãos do Oriente Médio são sobretudo herdeiros do cristianismo originário modelado na paesagem do Mediterrâneo oriental que soube, com suas tradições espirituais, linguísticas e culturais,  plasmar o que o cristianismo se tornou hoje no mundo’.


A coexistência das comunidades cristãs do Oriente Médio com o mundo muçulmano

Essas comunidades cristãs carregam ‘os traços de uma coexistência com o mundo muçulmano que não é mais aceitável aos olhos dos funtamentalistas’. Para Bartolomeu I, o futuro dos cristãos do Oriente Médio ‘consiste em salvaguardar a sua ação de mediação em relação ao radicalismo de alguns muçulmanos que não reconhecem a vida dos cristãos orientais, o seu sentido profundo de liberdade e sua capacidade de resistência’.


A crise que passa o Oriente Médio pode servir como kairós ecumênico

Uma solução política para o futuro dos cristãos do Oriente Médio’, destaca o patriarca , ‘pode servir-se positivamente do ecumenismo de sangue’ e dos ‘sofrimentos redentores que formam uma nova realidade em nossa busca pela unidade dos cristãos’. ‘A crise que vive Oriente Médio pode servir como kairós ecumênico. Porque no sangue e nas lágrimas se constrói a consciência de um destino comum para aliviar os sofrimentos da separação’, frisou ainda Bartolomeu I.


Uma luta global contra o fundamentalismo garantirá a presença cristã

O Patriarca Bartolomeu I encerra a sua mensagem exortando a comunidade internacional a agir conforme o direito internacional para que os cristãos do Oriente Médio não se tornem somente um capítulo nos manuais de história que contam o seu desaparecimento. ‘Os cristãos do Oriente Médio são as pedras vivas de uma região que plasmou a sua história no pluralismo das trocas e contatos comerciais, mas também intelectuais e espirituais. Hoje, o fundamentalismo se levanta contra essa leitura. Uma luta global contra o fundamentalismo garantirá a sua presença permanente nessa região do mundo onde o nome cristão foi cunhado.’’


Fonte :
* Artigo na íntegra de http://www.news.va/pt/news/bartolomeu-i-luta-global-contra-o-fundamentalismo
  

Nenhum comentário: