domingo, 2 de novembro de 2014

O menino e o Anjo

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)


‘Feliz, mas cansado, o menino contemplava extasiado, aquele mundo que se descortinava atrás do muro que acabara de escalar.

Estátuas, grandes pedras, blocos de mármore e um homem sério e aplicado. Em suas mãos um martelo e um cinzel. O menino olhava encantado tudo aquilo e observava o homem que com seu martelo e cinzel golpeava, ora devagar, ora mais energicamente, o bloco de mármore.

O menino não conteve a sua curiosidade e perguntou repentinamente:

— ‘O que o Senhor está fazendo?

— ‘Meu filho, — respondeu calmamente o escultor — volte daqui a dois meses e verás’.

Dois meses foram dois séculos para o impaciente menino!

Enquanto isto o escultor continuou trabalhando lentamente, tirando pedaços de mármore, alisando, polindo para que surgisse, daquele bloco de mármore, a imagem sonhada. Todo cuidado era pouco, pois um golpe em falso, uma martelada mais forte, uma cinzelada fora do lugar poderia arruinar toda a obra.

Cada movimento era estudado, cada particular contemplado.

Quando o menino surgiu novamente em cima do muro, no lugar do bloco de mármore estava uma linda estátua de um Anjo.

— ‘Onde o Senhor foi buscar isto?’ — perguntou o menino.

— ‘Ela estava dentro do bloco de mármore’ — respondeu sorrindo, o escultor.


Dentro de cada ser humano há um anjo.

Basta descobrí-lo, com trabalho cuidadoso e com amor.


Fonte :
* Artigo na íntegra de http://www.agostinianas.com.br/vocacao/textos-reflexao#o-menino-e-o-anjo

Nenhum comentário: